Personal | Nostalgia de Setembro

Acho que muit@s sofrem deste mal. Chega Setembro e há algo - um bichinho muito português, talvez? - que nos faz ficar mais pensativos, com saudade de tudo e mais alguma coisa. 


O fim do leve e despreocupado Verão aproxima-se. As temperaturas vão descendo devagar (embora hoje até esteja calor). Sabemos que as primeiras chuvas e o maravilhoso cheiro a terra molhada estão a caminho. Sim, confesso, adoro o Verão mas já sonho com o som da chuva a bater na janela enquanto adormeço, as mantinhas a acumular-se e as chávenas de chá com leite a tornarem-se de novo as minhas melhores amigas. Já me apetecem camadas de roupa e voltar ao meu uniforme de jeans, botas e camisolões, e resgatar os vestidos que só gosto de usar com collants. Já apetece voltar aos casacos, porque já estou com saudades deles. E sei perfeitamente que assim que a chuva e o frio chegarem, vou maldizer o dia em que vos contei isto. Oh well. Mas bom, estou com uma semaninha de férias, por isso vou aproveitar este restinho de Verão que me foi concedido!

Ouvem-se e vêem-se os anúncios do regresso do regresso às aulas, e entra-se no supermercado e tudo é cadernos giros, mochilas coloridas, e crianças a escolher alegremente os seus materiais para o ano lectivo que se aproxima. E começo a pensar que já lá vão três anos desde que me deixei ir nesse entusiasmo de preparar o ano que aí vinha - nesse caso, um muito especial porque era o meu último ano de estudante. Essa vida que eu dizia na altura que estava ansiosa que acabasse para ser finalmente independente e ter tempo livre agora deixa saudades - mas não, não quero voltar! Porque é muito bom ter tempo para viver fora dos exercícios, exames e trabalhos infinitos! Há um tempo para tudo. Mas não quer dizer que não olhe para o passado com uma certa nostalgia...

E por último, mas não por ser menos importante: é o mês do meu aniversário. E se há anos em que isso não me diz grande coisa, neste ano está a fazer-me pensar mais na vida do que seria normal. Não sei se é por já estar a completar um quarto de século, não sei se é por estar a fazer planos importantes na minha vida para o próximo ano, não sei se é por começar a ver toda a gente à minha volta - incluindo eu! - a crescer e a largar as amarras dos anos de juventude em que a única preocupação era com os estudos. Não sei. Mas há um sentimento agridoce que me faz dar graças por todas as coisas boas que vivi até hoje, seja por sorte ou por esforço, e que ao mesmo tempo me faz querer pedir a alguém que abrande a vida, porque isto está a ir depressa demais. Mas depois provavelmente venho cá desabafar um pouco mais sobre isto...

Vá, fica o desabafo de hoje. Estou em modo nostálgico. Alguém me faz companhia nisto?


23 comentários :

  1. Opa.. não consigo ir ao supermercado nesta altura :|
    Só me apetece levar cadernos que não vou usar e comprar canetas para "quando for preciso".. --'
    E sim, também te acompanho nas saudades do inverno! *.*

    annie's kitchen

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afff é tão frustrante! Ainda estes dias dei por mim a pegar em cadernos e só passados cinco minutos é que pensei "Joana, não precisas disto!" --'

      Eliminar
  2. eu fico sempre nostálgica em Setembro. apesar de ter sido o pior mês da minha vida o ano passado, eu continuo a gostar dele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sinal de que consegues olhar em frente, isso é bom! :) Força ***

      Eliminar
  3. Setembro também me fazia isso até que resolvi começar a prolongar o espírito do verão até final de setembro. Acabou-se a nostalgia :D Quando aos aniversários... os anos trazem-nos mais reflexão e uma vontade imensa de abrandar o tempo. No texto de amanhã sobre a infância escrevi sobre isso. Bjoca. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah eu bem tento - até marco férias para esta altura! :p mas não adianta, a minha cabeça entra em piloto automático! Oba, esperando por amanhã :D

      Eliminar
  4. Setembro é o mês da nostalgia, definitivamente!

    Beijinhos
    That Girl

    ResponderEliminar
  5. Eu não lido nada bem com a passagem do tempo. Já o disse várias vezes lá no blogue. Sou daquelas pessoas que não gosta de fazer anos, que vive cheia de saudades do que já passou e que, se pudesse, desacelerava o tempo. A ideia de, no próximo ano, entrar nos trinta é algo que me incomoda (ainda há pouco fiz vinte e nove e já estou a pensar nos trinta, enfim!!). Há dias em que ainda me sinto uma miúda de dezoito anos cheia de sonhos e de esperanças! Acho que nunca vou crescer nem tornar-me numa adulta cinzenta e enfadonha e é essa certeza que me faz encarar melhor os anos que vão passando! E tenho uma saudade imensa do regresso às aulas!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que devemos olhar mais para a frente, menos para trás - não que não sofra do mesmo mal que tu, mas há que mandá-lo para trás das costas! A idade é só um número: acho que há poucos clichés mais verdadeiros do que este :) e estás sempre a tempo de sonhar, mulher! Porque não tens necessidade de te tornar nessa adulta cinzenta - o cinzento é uma cor bonita mas só fora da mente das pessoas :)

      Eliminar
  6. O quarto de século também foi muito nostálgico por aqui...
    Diria até mesmo que foi muito avassalador no sentido em que me fez pensar muito sobre o futuro.

    O blog da Polegarzinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vejo que é mal geral - há sempre qualquer coisa de assustador quando estendemos o futuro à nossa frente. Mas não vale a pena prever demasiado, acho :)

      Eliminar
  7. Bem, eu encaixo-me na perfeição no primeiro parágrafo: estou ansiosa pelo inverno, pelas camadas de roupa e pela chuva a cair enquanto adormeço, mas sei que quando o inverno chegar, vou pedir o sol e o calor que hoje temos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca estamos bem com o que temos, é o que é! :)

      Eliminar
  8. Estou como tu, começa a chegar setembro e dá aquela saudade dos casacos, das mantas, do cházinho quente... :)

    Beijinhos, xx
    My Little Corner

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito deste texto. Setembro também me deixa nostálgica pelo que já passou, mas ao mesmo tempo, entusiasmada com o que está para vir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um mês de transição, parece-me. Não sei, às vezes acho que é mais importante nisto das reflexões e dos recomeços do que Janeiro!

      Eliminar
  10. Subscrevo tudo o que disseste! Apesar de ir agora para a universidade, também sinto a passagem do tempo... É quase que uma loucura relembrar aquilo que vivi e estar aonde estou. É incrível!
    Confesso: também adoro o verão, porém, as saudades do inverno já cá batem! *=*

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhh tens uma fase importantíssima pela frente! Boa sorte e aproveita muuuuuuito :D

      Eliminar
  11. Estou na mesma onda! :)

    Lina Soares
    http://trintaporumalinhanoticias.blogspot.pt

    ResponderEliminar