#causemyfriendssaidso | Quando tens um irmão de coração...


... sabes que não importa se ficam sem falar durante um dia, uma semana, ou um mês, que nada muda. Nada mesmo: os desabafos, os risos, as conversas parvas, os picanços, as teorias sobre a vida, ou as partilhas de memes idiotas. [E apesar de isto ser frequentemente o cliché mais parvo para justificar não estarem juntos mais vezes, é dos clichés mais verdadeiros que conheces.]

... sabes o que é rir da pior piada do mundo porque foi contada com o maior entusiasmo de sempre, no momento certo.

... sabes que há sempre um ombro para te encostares quando precisas de respirar fundo, desabafar ou até chorar - mesmo que isso só aconteça quando o rei faz anos.

... sabes que a vida dá muitas voltas mas a confiança e a certeza de que queremos o melhor um para o outro estão sempre lá.

... sabes o que é "tough love", e que às vezes é exactamente o que cada um de nós precisa.

... sabes que às vezes és uma besta quadrada e que tens uma sorte do caraças por teres alguém que te atura mesmo com esse teu feitio do demónio e essa língua afiada.

... sabes que todas as parvoíces que lhe saem da boca são sempre fruto de uma imaginação fértil e de um coração gigante, que tu ainda não percebes bem mas que não dispensavas por nada!

... sabes que uma amizade de 20 anos é possível, é forte, é rija, é bruta e honesta, é suave e feliz, e é tudo o que for preciso.


Gentxi, eu errei, viu. Março foi uma desgraça em termos de organização e falhei num #causemyfreindssaidso bem especial: esta edição de Março veio a propósito do aniversário do meu irmão emprestado, do meu best buddy desde que somos gente - tínhamos nós a idade avançadíssima de 6 anos quando nos conhecemos. Há pessoas com quem há click, e pelos vistos isso pode acontecer quando ainda somos miúdos, felizmente! E assim se ganha um brother from another mother.

São muitos anos de brincadeiras, muitos anos de conversas parvas, de segredos que nem soam a isso porque saem naturalmente, de tranquilidade numa amizade que é segura e sem dramas, de conversas sérias com conselhos de quem não sabe do que fala, mas que quer ajudar e ver o melhor que há no outro. É lamechas? É. É verdadeiro? É. É necessário e vital para a nossa saúde mental? É pois.


Por isso, André, nunca te esqueças: eu posso ser uma desbocada bruta com problemas em mostrar que gosto das pessoas mais importantes da minha vida, mas tu estás claramente nos lugares mais importantes da lista. Sempre!

E agora vamos lá combinar ir beber uns finos porque eu preciso de tirar este mel de cima de nós :p

E quanto à hashtag deste post...é #foreverfriendzone e com muito gosto :p


12 comentários :

  1. Há amizades que não mudam independentemente da distancia, do tempo, do que for. Continuem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo isso :) são as que sabemos que levamos para a vida!

      Eliminar
  2. Fico tão emocionada ao ler textos sobre a amizade e quase de imediato penso na minha Ana Luisa porque é tão parecida a ligação, a União, o amor.
    Vão lá beber esses finos moços que se há coisa que temos de arranjar tempo é para os nossos grandes amigos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) é tão bom ter alguém assim na nossa vida! E quantas vezes nos esquecemos disso...tens toda a razão <3

      Eliminar
  3. É tão bom ter irmãos de coração! Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo :) há poucas coisas melhores! Um beijo!

      Eliminar
  4. É muito bom termos pessoas assim.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Gostei do post!
    Mil Beijinhos,
    Kika Maria - http://kika--maria.blogspot.com/

    ResponderEliminar