Personal | Dos medos

Medo. Ansiedade. Stress?

Chama-lhe o que quiseres. Acontece - quer tenhas a força de 30 000 homens, quer sejas tão leve e frágil como uma pluma. Faz parte de Ser - quem não tem medo, ou não tem instintos, ou não tem nada a perder.

2009
E quando não tens controlo sobre os teus medos ou sobre o monstro que os causa, atinges os píncaros. Chegas ao ponto em que só consegues pensar que tudo vai correr mal, que tudo vai cair, desmoronar-se e partir um pedaço de ti em cacos pequeninos, e tu não vais poder fazer nada quanto a isso. Mesmo que seja algo insignificante.

Enfrentas o touro de frente - e nem sequer gostas de touradas, e isso é que é pior - e é aí que percebes: o touro afinal é só uma vaquinha pequena, e tu não precisas de muito mais do que um pouco de engenho e cabeça fria para lhe dares a volta e acabares a lida com um abraço ao animal. É sempre assim. E tu já sabes de antemão que vai ser assim desta vez.

Respira. Respira, e pensa no que realmente pode acontecer. Não, não é o que tu achas que pode acontecer, é diferente. É o que pode mesmo acontecer. E se mesmo assim ficares com medo, respira outra vez e atira-te de uma vez por todas. Como daquela vez em que te atiraste da prancha dos 4 metros. Já estavas lá em cima, porque raio irias voltar para trás? Diz que sim. Faz o que tens a fazer. Vai onde tens que ir. Porque se não arriscares, nunca vais aprender, nunca vais crescer, e nunca vais sentir a satisfação de chegar ao fim do dia e dizer "sim, eu fiz isto, e correu bem, porque dei o melhor que tinha". Ou até de sair da piscina e dizer "quero atirar-me outra vez!".

Porque há muita coisa na vida que parece um salto de uma prancha de 4 metros de altura.
Tentador, e assustador ao mesmo tempo.

Escrito de mim para vocês, e de mim para mim.


25 comentários :

  1. Estava a precisar disto porque sinto que estou numa prancha assim alta como a tua. Obrigada Joana! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tod@s precisamos de nos convencer disto de vez em quando! E eu que o diga! Go girl! <3

      Eliminar
  2. É terrível quando deixamos que os medos nos vençam e por causa disso perdemos imensas oportunidades e tantas coisas bonitas. Infelizmente sofro muita vez disso, mas outras vezes também me encho assim de esperança e tento ver o lado positivo.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo - perdemos tanto, por razão nenhuma! Cabeça para cima! :)

      Eliminar
  3. Obrigada minha querida.
    Estava a precisar de ler!***

    ResponderEliminar
  4. bom texto, e tens razão em cada palavra que escreveste.
    xoxo
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente contigo :)
    Beijinhos.
    http://belezacemlimites.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Concordo completamente contigo querida.

    http://fifoquices.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. O meu pai sempre me ensinou que só me devia arrepender daquilo que não fiz, daquilo que não tentei (repete-me isto várias vezes). Adorei o teu texto. Tenho aprendido aos poucos a ter menos receios e incertezas, menos dúvidas quando quero algo. A perseguir, a arriscar, mesmo que seja uma espécie de tiro no escuro. Não passar tanto tempo a imaginar todas as possíveis consequências negativas e a executar mais. Estou a aprender, aos poucos, mas estou!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bom, Ana! Era tão bom se tod@s tivéssemos essa vozinha no nosso ouvido. Baby steps. Mas o caminho tem mesmo que ser esse!

      Eliminar
  8. Adorei o texto, tão verdade! Certamente que este texto vai dar coragem a muita gente para enfrentar os seus medos.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  9. ótimo texto :)
    Segui o blog, beijinhos <3
    Aqui fica o meu, www.prettyinpinkmc.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Afinal somos imensos a queixarmo-nos do mesmo... Tenho pena porque a My Label até tem produtos bons e super em conta :/ Mas pronto... Que sirva de emenda !

    Tens um poder de escrita fa-bu-lo-so! Concordo e reitero tudo o que foi escrito :D

    NEW OUTFIT POST | Growing Up
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  11. Joana que texto tão bom! Precisava mesmo de o ler. O medo pode ser tão incapacitante que não nos deixa avançar, não nos deixa sequer tentar. Eu luto com isso todos os dias. Vou aprendendo, mas todos os dias são um desafio.
    Um grande beijinho

    www.theblackblush.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Na minha viagem à Serra da Estrela, fui conhecer um pouquinho mais da Covilhã. O meu moço queria muito ir atravessar uma ponte super alta que liga um bairro (que não sei o nome) às piscinas municipais. Eu odeio alturas, tremo só de pensar, e deixei mesmo o medo tomar-me, não quis atravessar e sei que ele perdeu a pica para o fazer.
    Confesso que devia ter lido o teu texto mais cedo, pois neste momento sinto-me capaz de atravessar aquela ponte e tantas outras :D
    Obrigada.

    nuages dans mon café

    ResponderEliminar
  13. Nossos medos não podem ser maior do que nossos sonhos. Lindo texto, adorei.
    Já virei sua seguidora.
    Bjokas,
    DMulheres
    @dmulheres

    ResponderEliminar
  14. É mesmo! Que bem que me soube ler este texto!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. E é mesmo numa dessas encruzilhadas que me encontro agora... Entre o medo de ir e o medo de ficar... e a saber que não posso ficar parada. Raios!

    ResponderEliminar
  16. Adorei ler o teu texto e identifiquei-me muito em alguns aspectos.

    Um grande beijinho,
    http://secretsofablondie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Estava mesmo a precisar de ler um texto destes. Independentemente dos medos, se conseguimos chegar até eles então também conseguimos enfrentá-los e seguir em frente.
    Beijinhos.

    avidadelyne.blogspot.pt

    ResponderEliminar